Endereço

R. Laura Albani de Barros, 157, Bairro Saúde

Telefones

(19)3805-7200

29 de novembro de 2021

Quando fazer a troca de fluidos do seu carro

Que os automóveis funcionam a base de fluidos, você já sabe. Óleo de câmbio, fluido de freio, líquido de arrefecimento, entre outros, são elementos que precisam ser trocados na frequência certa. Assim, seu veículo tem melhor performance e você garante a segurança nas ruas!


Mas você sabe qual é a hora certa para fazer as trocas de fluidos do seu carro?
Confira cada fluido do seu veículo e com qual frequência esse dever trocado, para que todas as suas funções sejam cumpridas e as partes mecânicas do carro estejam lubrificadas de forma adequada.

O fluido do freio é muito importante para o veículo, já que ele é parte essencial durante a frenagem do automóvel. Por isso deve ser trocado, em média, a cada 2 anos, para evitar a formação da temível ferrugem e a falta de freio.

Sendo uma mistura de água e aditivos específicos, a função do líquido de arrefecimento é evitar o congelamento e aumentar o ponto de ebulição da água do motor. A vantagem é que qualquer problema no sistema é apontado pela luz de arrefecimento no painel do carro, mas recomendado é que toda a água e o aditivo do sistema de arrefecimento sejam trocados a cada 2 anos.

Já o óleo de freio atua como um lubrificante, melhorando o desempenho do câmbio e contribuindo para que ele funcione da melhor forma possível. Carros com câmbio manual possuem um tempo de troca longo ou sequer possuem tempo de troca, sendo necessário apenas a reposição do fluido. Porém, carros com câmbio automático devem ter o óleo do câmbio trocado dentro do período recomendado pela montadora.

Também tem o óleo do motor, responsável por lubrificar, resfriar e limpar todas as peças do motor. Variando conforme o modelo e as condições a que o automóvel é submetido, o tempo de troca recomendado desse fluido é, em média, a cada 10 mil quilômetros ou de seis em seis meses. É importante fazer a troca do filtro junto com a do óleo, pois é ele que impede a circulação de impurezas no motor e o cenário mais temido: o motor fundido!

E por último, mas não menos importante, o fluido de direção hidráulica deve ser trocado a partir da recomendação da montadora e de acordo com aplicação do veículo. Como é o responsável por facilitar os movimentos da direção do carro e aliviar o peso do volante, garantindo a leveza e eficiência em todo o sistema, é importante fazer a inspeção regularmente e repor sempre que o nível estiver abaixo do recomendado para uso.

Agora você já sabe que cada fluido possui seu tempo de troca e como isso pode variar conforme o modelo e condições do veículo. Consulte sempre o manual do proprietário para sempre saber quando essa manutenção deve ser feita!

 

Foto: Blog Nakata

Compartilhar: